" />

fevereiro 23, 2007

O que esperam os leitores?

A intenção oculta da entrada anterior era suscitar nos leitores comentários que me dêem alguma resposta a uma questão essencial: porque é que me lêem (são cada vez mais) e o que esperam do que lêem?

Tenho a impressão de que muita gente que anda na gastroblogosfera procura receitas interessantes, para variar ou impressionar os amigos. Óptimo, mas não é a isto que corresponde o meu interesse nesta escrita. Muito menos em mostrar capacidade de cozinha de autor, que provavelmente muitos leitores não saberão reproduzir, pelo menos com a qualidade e apuro que ela exige, para além de que, quando a crio, não é para divulgar, por razões compreensíveis.

O que fica, então? Tem interesse uma nota sobre puré de batata ou toda a gente o sabe fazer e não aprendeu nada com o que escrevi? Devo ter um padrão de grande rigor de tecnicidade, ao escrever, ou esse requinte só serve, na vida prática, para quem se pode dar ao luxo de horas de cozinha e certamente dispõe de uma boa biblioteca que dispensa este blogue? Tem interesse, contra a óbvia opinião dos puristas (eu também sou), fazer a "asneira", como hoje, de alertar para que, mesmo nos produtos industriais, se deve procurar um mínimo de qualidade, o que os pode tornar aceitáveis para um jantar apressado ao fim de um dia estourante?

5 Comentários:

Anonymous Sérgio Nunes escreveu...

A característica que mais me agrada neste blogue é o enquadramento clássico que existe. Fiquei a conhecer livros de referência que desconhecia e técnicas básicas que é difícil encontrar publicadas (como os caldos).

Na blogosfera, diversidade é a palavra chave.
Espero que o blogue seja para manter, e no estilo habitual :)

24/2/07 12:36  
Anonymous Paulo Freitas Lopes escreveu...

Os seus conselhos são preciosos.
Qualidade nunca é demais.

24/2/07 22:20  
Blogger cinderela-dos-pes-grandes escreveu...

Aqui tenho encontrado informação sobre coisas essenciais, basicamente. É essencial um bom puré de batata, um caldo bem feito, perdizes, bife ou bacalhau. :)

Por outro lado, o JVC é pragmático: dá as BOAS dicas para aqueles momentos em que não se pode ser "PURISTÍSSIMO"! ;)
Resumindo: aqui há preocupação com a QUALIDADE e uma grande simplicidade no modo de falar das coisas. Adoro isso.

Não sou gastrónoma. Gosto de cozinhar e de coleccionar livros de cozinha. De aprender e de experimentar receitas. E de falar com quem sabe! :)
É isso que aprecio neste blog!

24/2/07 22:43  
Anonymous JNunes escreveu...

A sua preocupação com a qualidade é notável e um os grandes trunfos da sua escrita. São os pequenos pormenores, a atenção àquele minimo detalhe que pode fazer toda a diferença, que marcam indelevelmente, pela positiva, este blog. Este "Gosto de bem comer" é a prova que de que na cozinha são os pequenos pormenores que fazem a diferença. E sim, tem todo o interesse falar do puré de batata, do "refogado, coisa banal mas com boa técnica"(essa é de mestre,parabéns!)...
Agradeço a generosidade em partilhar esse seus "segredos", que resultam sempre maravilhosamente. Bem haja.

2/3/07 00:37  
Anonymous jb escreveu...

Estimado amigo,

Bem haja pelo seu Blog .. ja devia estar por casa e ainda estou aqui no gabinete deliciado a ler os seus escritos.

Aproveito para lhe dar uma ideia para um livro .. depois de sair o da "Uma Hora" ... tente escrever um livro para Tótós ...sem ofensa para mim...ehehehe....o título seria parecido com este ..."Cozinha para Homem divorciado e afins".

Minha mãe morreu com armários cheios de receitas manuscritas, escritas á máquina e similares ... com a ideia de vir a editar um Livro de Cozinha.

Muito me tenho lembrado dela ... quando pretendi, depois de meu divorcio, começar a tentar safar-me com o mais básico. Encontrava receitas de arroz de todo o género ... mas demorou a dar com umas receitas de arroz singelo .. de manteiga que fosse .. e encontrei-as ou na Maria de Lourdes Modesto ou na Mirene, se é assim que se escreve.

Muitos de nós nem amadores somos. Só amávamos era a cozinha de nossas casas, quer a do tempo de nossas mãe e avós, quer a do tempo da "recem falecida" mulher que tão bem sempre nos tratou com almocinhos e jantarinhos.

Mas uma coisa lhe garanto ... durante uns tempos comi muito mal em minha casa ... mas safei-me .... casei de novo .. mas não foi por causa disso..eheheheh

Continue. Estamos por aqui para o ler e apreciar. Com gosto!

Um abraço.

PS .. Gostei dos seus ovos mexidos. E> vou tentar aquela do Gulbenkian. Para quando o capítulo sobre omeletes? .. Lume forte ou fraco?

5/4/07 23:11  

Enviar um comentário

<< Home